RESENHA LITERÁRIA – ENCRENCA

Olá pessoinhas, titia está de volta =)

Hoje vamos surtar falar sobre mais um livro da nossa parceria com o Grupo Editorial Record e que me deixou super encantada.

Título original: Trouble.
Autor(a): Non Pratt.
Páginas: 308.
Gênero: YA.
Sinopse: Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade. Este livro inteligente, por vezes comovente e engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.
Editora: Verus – Grupo Editorial Record.

Encrenca conta a história da Hannah, uma típica adolescente impulsiva e rebelde, e do Aaron, que é um garoto aparentemente comum mas que guarda um passado misterioso. Hannah é uma das meninas populares, está em todas as festas com sua melhor amiga, Katie, e não tem vergonha nenhuma de usar todas as armas para conseguir o que quer (bom, na verdade quem quer né ahuahuahau). O Aaron chega no meio do ano letivo, vindo de outra escola e acaba conhecendo a Hannah através dos meninos do basquete. No começo eles não se dão muito bem (total culpa da Hannah), mas quando todos ficam sabendo da gravidez, a vida dela vira de cabeça para baixo e os “amigos” começam a sumir. O Aaron é um dos únicos que ficam ao lado dela e dando apoio.

No decorrer da história a gente vai conhecendo melhor os dois e o que mais ajudou foi a narração dividida entre eles. Eu adoro isso, é muito interessante poder ver uma mesma situação pelo ponto de vista de cada um.

Tudo no Aaron é um mistério, um verdadeiro ponto de interrogação. Ele tem uma mente meio caótica, sempre atormentado, sentindo muita culpa e ele está sempre se esforçando para tentar levar uma vida normal (mais para deixar os pais sossegados do que por ele mesmo). Já Hannah é uma adolescente rebelde, “piriguete” e insegura que ligou o foda-se e agora tem que aprender a lidar com as consequências das suas ações. Ela não tem uma relação muito aberta com a mãe e o padrasto, mas tem uma paixão pela irmãzinha e pela avó (que é um doce gente ♡).

A autora soube trabalhar muito bem o relacionamento deles com os outros personagens, como eles foram amadurecendo durante a história, e não só com relação à gravidez mas também a forma como eles lidam com todos os outros problemas (como o bullying). O que mais me cativou foi a relação do Aaron com o Neville, um senhor que mora no asilo em que ele é voluntário. A maneira como eles se ajudam sem se dar conta, como a amizade vai se construindo aos pouquinhos é muito linda! Sabe aquele calorzinho no peito? Pois foi assim que eu me senti e tive que segurar as lágrimas em alguns momentos.

Confesso que quando li a sinopse eu pensei que fosse ser uma leitura tensa e arrastada, por causa do tema meio polêmico, mas pelo contrário (aleluia)! Eu tive que me segurar pra não acabar de ler no mesmo dia. Eu me vi tão envolvida na história (principalmente com a Hannah) que quando dei por mim já tinha terminado, com um sorriso no rosto e querendo que a história não acabasse nunca ♡.

Vocês gostam de YA? Quais os seus favoritos? ♡

Este livro foi cedido pelo Grupo Editorial Record, nosso parceiro ♡. Para saber mais sobre os selos da Editora, acesse o site oficial clicando aqui.

DEUSES DO OLIMPO!

Hey ♡.

Se eu tenho um amor na vida, é responder tags, HAHA. Eu vejo as tags nos blogs e fico respondendo em pensamento e viajando nas respostas. Só tem um pequeno problema: eu levo séculos para responder porque mudo as respostas milhares de vezes! Em JANEIRO ~ veja bem, apenas há 4 meses ~, a Dani me indicou para responder a tag Deuses do Olimpo e eu achei a ideia incrível, já que amo mitologia. Hoje, finalmente, eu trouxe a tag respondida para o blog, yeeeeeey.

Deuses do Olimpo é uma tag literária, criada pelos blogs Encontro com Livros e Diálogo Literário. As regras são bem simples: • Indicar 5 blogs; • Contar quem são os criadores da tag, inserindo os links dos blogs; • Contar quem te indicou e inserir o link do blog. Dito isso, vamos às minhas respostas, haha.

1 – Zeus • Rei dos deuses: Qual o livro é o rei da sua estante?
Quem me conhece e quem acompanha o blog sabe que não tenho UM rei na minha estante, mas sete: a série Harry Potter. De longe é a minha série favorita e até hoje eu procuro livros para suprir a falta que me faz ter novas leituras do meu universo favorito. MAS, seguindo a regra e escolhendo apenas um rei, eu sou obrigada a coroar Harry Potter And The Philosopher’s Stone – Illustrated Edition, por motivos de amor, haha ♡. Além de ser o livro mais lindo de toda a minha coleção, é o início de uma história incrível e que marcou a minha vida.

2 – Hera • Deusa do casamento: Um casal que você shippa?
Eu não sou A maior shippeira (WTF!!!) do mundo, porque raramente gosto tanto de dois personagens a ponto de querer vê-los juntos, haha. MAS, vou colocar dois, senão a tag vira Deuses do Mundo Harry Potter, HAHA. Draco & Gina pra sempre e eu me importo com o andamento dos livros, porque D&G é o melhor casal EVER. Obrigada, de nada. E Inuyasha & Kagomeque são o meu casal favorito do mundo dos mangás e animes ♡. Ok. Pensando beeem, eu até tenho mais ships do que pensei… Mas, vamos ficar só com estes dois pra não virar bagunça, haha.

3 – Poseidon • Deus dos mares: Um livro que você jogaria no mar do esquecimento?
Essa foi a primeira pergunta que respondi, porque foi fácil DEMAIS: As Brumas de Avalon – A Senhora da Magia ~ e digo mais, não jogo o resto porque nem me atrevi a tentar ler. Eu achei a leitura insuportável! Cada minuto de leitura parecia uma eternidade em um imenso mar de torturas, juro, HAHA. E isso foi tão decepcionante! Eu amo o filme e a lenda e quase enlouqueci quando comprei um box com os quatro volumes da série, mas não passei do primeiro volume porque… Bom, eu prefiro a morte.

4 – Deméter • Deusa da agricultura: Imaginando que sua bagagem literária é uma árvore, qual foi o livro semente?
Vamos fazer o seguinte: Harry Potter é o ápice e o estopim do meu amor por leitura, então vou guardar a série em uma caixinha, ignorar que ela sempre será a minha favorita e dar uma chance à outros livros. Levando isso em conta, preciso dizer que foi O Diário da Princesa ♡. Um dos livros mais fofos da vida e que contém o meu maior crush literário: Michael Moscovitz, haha. Essa foi a segunda série literária que eu li ~ quem adivinha a primeira? ~ e eu iniciei a leitura logo após o lançamento do filme aqui no Brasil, em 2002. Foi este livro específico que me fez dar uma oportunidade à livros fora do mundo mágico e fantasioso.

5 – Hades • Deus dos mortos: Um personagem que você mataria?
Não diga Harry Potter, não diga Harry Potter.
Definitivamente, Maura Cahill, irmã da Cate de As Crônicas das Irmãs Bruxas. Gente, QUE MENINA INSUPORTÁVEL! Ela é uma adolescente mimada e egoísta que me dá nos nervos. Em Enfeitiçadas, o primeiro volume da trilogia, eu já tive as minhas diferenças com a Maura, mas quando li a continuação, Amaldiçoadas, a coisa complicou. MEU DEUS. Não dá pra defender essa menina. Eu ainda não li o último volume, Predestinadas, porque não superei os acontecimentos do segundo volume e começo a tremer de ódio só de lembrar da Maura.

6 – Héstia • Deusa virgem do lar: Um personagem que você levaria para casa?
AI, GENTE! Um só? Que maldade. Levaria pelo menos um de cada livro que amo, HAHA. Vou burlar as regras, #sorryNOTsorry. O primeiro é o Michael Moscovitz, meu primeiro amor crush literário. E sim, eu o imagino como o Robert Schwartzman pra sempre, já que eu assisti ao filme primeiro e aquela lindeza toda ficou gravada no meu cérebro. E o segundo é o Finn Belastra, de A Crônica das Irmãs Bruxas. Sério, eu desafio qualquer pessoa à ler esta trilogia e a não se apaixonar pelo Finn. Ele é o amor perfeito que todas as pessoas merecem, haha. E já que eu burlei as regras, ainda vou deixar um bônus: Draco Malfoy ♡. Acho que nem preciso explicar porque já que falei sobre isso milhares de vezes por aqui, haha

7 – Afrodite • Deusa do amor e da sensualidade: Um livro pelo qual você se apaixonou?
A Sombra do Vento, da coleção Cemitério dos Livros Esquecidos ♡ ♡ ♡. Eu não consigo descrever o quanto este livro é incrível. Foi o meu primeiro contato com a escrita do Carlos Ruiz Zafón, que me deixou de queixo caído e tudo o que eu conseguia pensar era por que diabos eu não li isso antes?. O livro é um absurdo! A história é tão rica que eu não coneguia ler por mais do que uma hora, porque queria parar para absorver todos os detalhes. Se você ainda não leu, eu recomendo que você pare de fazer o que estiver fazendo e vá procurar uma cópia. Deveria ser uma leitura obrigatória na vida, haha ♡.

8 – Apolo • Deus do sol e da arte: Um personagem artista?
Esse é difícil. Poderia ser um personagem que gosta ou não de Sol, né? =/. A única que me vem à cabeça é a Jocelyn, de Os Intrumentos Mortais, haha.

9 – Ares • Deus da gerra: Um livro ou personagem que te deixou com ódio?
Amaldiçoadas, de A Crônica das Irmãs Bruxas. Por culpa de quem? Huh? Da maldita da Maura Cahill. O livro é incrível! A Jessica Spotswood conseguiu superar as minhas expectativas com a história, mas o ódio mortal que sinto da Maura nos capítulos finais me faz querer botar fogo na minha cara e deixar queimando até os meus olhos derreterem. Morre, diabo!

10 – Ártemis • Deusa virgem da caça: O livro que te levou a grandes aventuras?
O Alquimista – Os Segredos de Nicolau Flamel. Preciso dizer que não é o melhor livro de fantasia de já li e que até me decepcionei um pouco com o final ~ porque chega na melhor parte e puff, vá procurar o próximo volume, haha ~, mas foi um livro que me tirou o fôlego em vários em momentos, tanto nas cenas de luta quanto nas histórias contadas por Nicolau Flamel e Perenelle. De qualquer forma, sinto que também preciso dizer que todos os livros me transportam para um mundo incrível em que eu vivo os personagens, então todos são super importantes e me fazem viver grandes aventuras ♡.

11 – Atena • Deusa virgem da sabedoria: Um personagem que te inspira?
Susanna Kaysen, que é a autora e a personagem principal de Moça, Interrompida ~ meu livro favorito de todos os tempos e tem resenha aqui no BN, inclusive. A primeira vez que li este livro estava em uma fase muito sensível da minha vida e foi incrível saber que, mesmo após passar por tudo aquilo, a Susanna superou aquela fase e conseguiu seguir em frente e ser tão bem sucedida no caminho que escolheu. E se você ainda não leu este livro ou não assisiu ao filme, recomendo que faça isso e o mais rápido possível ♡.

12 – Dionísio • Deus do vinho e das festas: Qual foi a sua maior ressaca literária?
Ah gente, não tem como não responder Harry Potter! Como diria o Justin, #sorry, haha. Quando o último livro foi lançado, eu chorei horrores! Antes de concluir a leitura eu já estava péssima e pensando no que seria da minha vida sem outros livros da série, porque sim, eu sou dramática mesmo. Claro que nada se compara ao meu ataque de pânico quando saí do cinema após a estreia de As Relíquias da Morte – Parte II, porque aí era o fim mesmo ~ graças a deus, eu estava errada né~ mas isso é assunto pra outro post, HAHA.

10 – Ártemis • Deusa virgem da caça: O livro que te levou a grandes aventuras?
O Alquimista – Os Segredos de Nicolau Flamel. Preciso dizer que não é o melhor livro de fantasia de já li e que até me decepcionei um pouco com o final ~ porque chega na melhor parte e puff, vá procurar o próximo volume, haha ~, mas foi um livro que me tirou o fôlego em vários em momentos, tanto nas cenas de luta quanto nas histórias contadas por Nicolau Flamel e Perenelle. De qualquer forma, sinto que também preciso dizer que todos os livros me transportam para um mundo incrível em que eu vivo os personagens, então todos são super importantes e me fazem viver grandes aventuras ♡.

11 – Atena • Deusa virgem da sabedoria: Um personagem que te inspira?
Susanna Kaysen, que é a autora e a personagem principal de Moça, Interrompida ~ meu livro favorito de todos os tempos e tem resenha aqui no BN, inclusive. A primeira vez que li este livro estava em uma fase muito sensível da minha vida e foi incrível saber que, mesmo após passar por tudo aquilo, a Susanna superou aquela fase e conseguiu seguir em frente e ser tão bem sucedida no caminho que escolheu. E se você ainda não leu este livro ou não assisiu ao filme, recomendo que faça isso e o mais rápido possível ♡.

12 – Dionísio • Deus do vinho e das festas: Qual foi a sua maior ressaca literária?
Ah gente, não tem como não responder Harry Potter! Como diria o Justin, #sorry, haha. Quando o último livro foi lançado, eu chorei horrores! Antes de concluir a leitura eu já estava péssima e pensando no que seria da minha vida sem outros livros da série, porque sim, eu sou dramática mesmo. Claro que nada se compara ao meu ataque de pânico quando saí do cinema após a estreia de As Relíquias da Morte – Parte II, porque aí era o fim mesmo ~ graças a deus, eu estava errada né~ mas isso é assunto pra outro post, HAHA.

RESENHA LITERÁRIA – A PROFECIA DO PALADINO

Hey pessoas, tudo joinha?

Hoje eu vou falar sobre um dos livros da nossa editora parceira, que me cativou demais pela sinopse e me deixou mega ansiosa para ler! Mas como nem tudo são rosas, esse livro foi meio decepcionante para mim (fuém fuém fuém). Não me entendam mal, agora que terminei a leitura eu gostei bastante do livro no geral… eu só esperava mais! Já já eu explico melhor xD

Título original: The Paladin Prophecy.
Autor(a): Mark Frost.
Páginas: 420.
Gênero: Ficção Fantasiosa.
Sinopse: Will West faz de tudo para não chamar a atenção. A pedido dos pais, ele se esforça para tirar notas medíocres e não se destacar. Mas quando sua escola o obriga a fazer uma prova de desempenho geral, ele acaba se esquecendo de errar algumas respostas. Seu resultado espetacular atrai o interesse de uma das escolas particulares mais exclusivas do país, que o procura para oferecer uma bolsa de estudos. No entanto, assim que recebe essa oferta, começa a ser seguido por homens misteriosos e sedãs pretos. Ao tentar escapar de perseguidores, seus pais desaparecem e Will acaba se matriculando às pressas no misterioso colégio. Chegando à sua nova escola, ele percebe possuir talentos físicos e mentais que beiram o impossível e descobre que suas habilidades estão conectadas a uma batalha milenar entre forças épicas.
Editora: Galera Record – Grupo Editorial Record.

A história gira em torno do Will, um adolescente aparentemente comum, que não tem amigos ou vínculos em lugar nenhum e a única constante em sua vida são os pais. Ele praticamente vive a vida de acordo com as regras do pai (e são boas regras hein!) e sempre foi incentivado a se manter na média, nunca mostrar todo o seu potencial.

De repente tudo vira do avesso, ele passa a ser perseguido por uns caras muito estranhos, o Centro (ai ai ♡) aparece com uma proposta quase irrecusável e seus pais são sequestrados! Depois de passar por vários pepinos ele resolve que o Centro é o melhor lugar para se estar no momento e ai que a coisa começa a ficar boa de verdade (sério, não dá pra falar muito ou não me responsabilizo pelos spoilers aleatórios hauhauhua).

Eu achei o começo meio confuso e tive que recomeçar a leitura umas duas vezes para tentar entender toda a linguagem tecnológica que o autor usou. Claro que não foi só isso que me impediu de aproveitar a leitura e eu só fui perceber o motivo principal depois que o Will foi apresentado aos seus colegas de apartamento no Centro: eu não consegui me conectar com o Will! Eu até tentei (juro!), mas não teve jeito, não rolou aquela química e como a história é toda narrada pelo ponto de vista dele eu não tinha muita paciência. Não que tenha alguma coisa errada com o Will, ele é bom, corajoso, não engole sapo de ninguém (típico herói né, gente xD) e foi muito bom ver a pequena evolução dele durante o livro, Frost soube bem como trabalhar com esse lado emocional, com a dificuldade que ele tinha em confiar nas pessoas. O problema (que não é problema) é que pra mim os amigos dele são muito mais interessantes ♡.

Durante a leitura eu tive vários personagens favoritos, mas os melhores são o Nick e o Dave. Nick é um dos colegas do Will e ele é o típico bobão da turma, praticante de ginástica olímpica (!!!!!!!!) e super leal aos amigos (não tem como não amá-lo, gente ♡). O Dave é uma incógnita que só começa a ser desvendada perto do final, sempre aparece na hora H pra salvar a pele do Will e tem um papel muito importante no destino dele.

Frost é O cara! Ele escreve muito bem e sabe como prender nos detalhes. O jeito como ele descreve os lugares me fez ter vontade de mergulhar e ficar por lá mesmo xD.
Na minha opinião, o Centro é o melhor de todos os lugares (hello, escola castelo). Ele conseguiu mesclar todos os elementos da tecnologia junto com a tradição que o lugar impõe. Tudo lá tem uma aura meio mágica e deve ser muito difícil conseguir esse efeito quando tem tanta tecnologia no meio. Isso sem falar dos professores que dão vontade de socar e agarrar (no bom sentido) ao mesmo tempo.

Ele também criou todo um universo “paralelo” com criaturas meio robóticas/meio mágicas que se misturou muito bem no mundo atual e ainda jogou uma batalha de forças épicas e meio mitológicas no meio. Repito, Frost é o cara! Então, apesar de ter sofrido um pouco, eu recomendo a leitura! E, como fiquei curiosa com tudo que foi “revelado” no final, eu vou ler a continuação assim que for lançada por aqui.

Aproveitem a leitura e depois contem pra gente como foi =)

Este livro foi cedido pelo Grupo Editorial Record, nosso parceiro ♡. Para saber mais sobre os selos da Editora, acesse o site oficial clicando aqui.